De volta para o futuro: Marty McFly e outros viajantes do tempo

Há mais de trinta anos, eu embarcava na minha primeira viagem no tempo. Claro que eu tinha visto outras viagens desse tipo na adorada série de TV da minha infância, “O túnel do tempo”, e também em filmes, como o primeiro “O exterminador do futuro” e a produção cult de 1960 “A máquina do tempo”. Agora, embarcar mesmo, para valer, de mala, cuia e muita imaginação, só aconteceu em 1985.

cartaz-filme-de-volta-para-o-futuro

Na época, eu era adolescente e já apaixonada por filmes. Lembro que saí do cinema me sentindo igual ao personagem Marty McFly: ele acabava de vir de uma fascinante viagem a 1955, onde conheceu seus pais ainda jovens, arrumou muita confusão, apresentou-se numa banda tocando guitarra, resolveu os problemas para melhor e, com a ajuda de um cientista exagerado, conseguiu sobreviver ao engenhoso clímax principal do filme para regressar ao seu momento presente, em 1985. Diga-se de passagem, um clímax que para mim ainda é uma obra-prima.

Continuar lendo

Anúncios

Contos Mouriscos, finalista do Jabuti

Lutar ou fugir? Deixar tesouros para trás ou encantar alguém para tomar conta da riqueza até um possível retorno? Afinal, quem é herói e quem é vilão nessa história toda? Não há respostas simples em Contos Mouriscos, livro escrito por mim e pela Susana Ventura, finalista do Prêmio Jabuti na categoria adaptação.

contos-mouriscos

Trata-se de um livro construído a partir de histórias há muito contadas, todas influenciadas pela presença árabe do século VIII ao XIV na Península Ibérica, mas infelizmente um tanto esquecidas em seu país de origem, Portugal. E por que voltar a elas, então?

Continuar lendo